Sabemos que é difícil acompanhar todas as notícias, desfiles e tendências das semanas de moda. Por isso, reunimos nossos desfiles preferidos das semanas de moda de Londres, Milão e Paris para um TOP10 com os principais destaques dessas últimas semanas para você ficar por dentro! Confira:
 
LFW
 
Burberry
O desfile da Burberry foi marcado pela estreia de Ricardo Tisci na brand. A coleção foi divida em dois momentos marcantes. Um, mais sóbrio, chic e maduro e o outro mais streetwear com camisetas, bermudas e vestidos curtos. A clássica cartela de tons neutros, se contrasta com pontuais estampas que vão do animal print ao poá, e aos tradicionais da marca: xadrez e o padronagem com o novo monograma.
 
  
 
Victoria Beckham
A coleção segue a linha minimalista, elegante e bem prática que a marca propõe desde o seu início. O equilíbrio dos looks são o ponto-forte: a leveza das rendas se contrastam com a sobriedade da alfaiataria; tops soltos em cima se harmonizam com calças justas embaixo.
 
    
 
MFW
 
Versace
A mulher Versace pode estar vestida com delicadas flores e um perfume romântico, mas nunca é frágil. Nessa temporada, a brand apostou em xadrezes vibrantes, color stripes e tênis - que quebra um pouco o tom sexy dos tão disputados vestidos da marca.
  
 
Prada
Miuccia Prada deu duas declarações sobre a coleção. "“Esforço-me pra ver que o mundo está se tornando conservador. E estou com muito medo” e a outra, ainda mais provocativa: “O que me preocupa é a simplificação. Porque a política se baseia em slogans – ou nem isso, em uma hashtag. Se você tira o conteúdo e simplifica, num certo momento você não pode dizer mais nada”.
 
  
 
Para a coleção, a estilista prefere atrair o conservador para uma "armadilha", seduzi-lo. E ainda, dar ao não-conservador caminhos camuflados, disfarçados para manter sua liberdade. Assim, você verá looks com um toque ousado. Blusa fechada e preta, se contrasta com uma bermuda marrom. O pink aparece vibrante no sapato-meia e abre caminho para cores mais provocantes. Em cada look percebe-se os toques que fogem do tradicional. Mais uma vez, o olhar atual e minucioso de Miuccia mantém o sucesso da marca.
 
Dolce & Gabbana
Para a temporada, a brand apostou em um time de peso para desfilar a primavera/verão. E claro que nosso time brasileiro não ia faltar! Bruna Marquezine, Marina Ruy Barbosa, Yasmin Brunet, Helena Bordon e Lalá Rudge abrilhantaram a passarela da marca. 
 
  
FOTO: YANNIS VLAMOS
 
A coleção resgata o DNA da Dolce & Gabbana com o estilo barroco, característico da marca, como destaque. Flores. babados e estampas mantém seu lugar garantido!
 
Moschino
O tom lúdico da Moschino não fica de fora dessa temporada. Com um toque de humor, o estilista inspirou-se na seguinte situação: Receber uma ligação da Gigi Hadid falando que você está atrasado pro seu desfile e você simplesmente esqueceu de preparar qualquer coisa! Por isso, as estampas rabiscadas, como se feitas correndo, abriram o desfile. 
 
O perfume oitentista foi uma forte aposta da brand. Toques surreais e inesperados trazem o tom da Moschino.
 
  
 
PFW
 
Balmain
Olivier Rousteing declara: “Não sou obcecado por tendências, sou obcecado em ser francês, parisiense”! Isso pauta bem a proposta da coleção da Balmain para a temporada. As mangas dos vestidos e camisas ganham estruturas que fazem referência a arquitetura parisiense. Uma padronagem de triângulos lembra a estrutura do Louvre. O equilíbrio perfeito de texturas e contrapontos são o ponto-forte da coleção.
 
  
 
Celine
A marca fez um grande suspense para a estreia de Hedi Slimane na direção criativa e as várias mudanças que a brand optou. Primeiro, abandonou o acento no "e" e atualizou a logo da marca, apagou todas as fotos do Instagram e começou a divulgar a nova campanha tanto na plataforma, quanto nas ruas. 
 
  
 
A marca está voltada para a nova geração de vendas é feita para a noite e é praticamente inteira no preto, apenas com pontuais toques metalizados.
 
Saint Laurent 
O desfile já começou a ser incrível desde a ambientação: Torre Eiffel, pôr-do-sol e uma piscina infinita, onde parecia que as modelos estavam -literalmente - andando sobre as águas. Anthony Vaccarello se inspirou nos arquivos da marca de 1972. Os tons de preto e branco, são os destaques,  além do dourado, vermelho e azul.
 
  
 
Valentino
Pierpaolo Piccioli consegue, como ninguém, equilibrar o streetwear com belas roupas, atingindo looks femininos e inteligentes. Os volumes e estruturas são esculturais, quase arquitetônicos. O desfile consegue surpreender a cada look que passou pela passarela.
 
  
 
Gostaram as nossas escolhas? Continue acompanhando nossas news!
Vendas no varejo em alta! 
Segundo dados da ACSP o varejo deve registrar alta de 3,6% ao fim de 2018
 
Os dados da Associação Comercial de São Paulo (ACSP) são animadores. O crescimento esperado até o fim 2018 é maior que os 2,1% registrados em 2017 na comparação com o ano de 2016. Além disso, a estimativa de crescimento acumulado do mercado de moda no Brasil até 2021 é de 13%, levando ao recorde de produção  com 6,68 bilhões de peças produzidas.
 
Marcelo Prado, diretor titular adjunto do Comitê da Cadeia Produtiva da Indústria Têxtil, Confecção e Vestuário da Fiesp (Comtextil), mostrou recentemente números do comércio eletrônico. Em 2017 teve 55,1 milhões de consumidores, 16% mais que em 2016, com faturamento de R$ 47,7 bilhões (alta de 7,5%) em 112 milhões de pedidos. Em primeiro lugar no número de pedidos está Moda e Acessórios (14,2%, com 15,8 milhões de pedidos). O crescimento do comércio eletrônico expandiu não só para o B2C, mas principalmente para o B2B, que movimentou R$ 420 bilhões, nove vezes mais que o B2C.
 
Com dados positivos e o mercado se estabilizando e crescendo novamente, o importante é manter o foco nas suas vendas! Entender as mudanças do mercado e acompanhar os avanços tecnológicos são fatores essenciais para alcançar o sucesso no seu negócio. 
 
----------------
 
O See Now Buy Now é o showroom que conecta marcas e lojistas para realizarem negócios online. Quer saber como podemos otimizar seu tempo, suas vendas e seus custos? Entre em contato com nossa equipe! 
 
contato@seenowbuynow.com.br
+ 55 31 9 8223 0022
De Kardashians à micro-influenciadores de pequenos nichos de mercado, toda marca ou loja tem uma gama enorme de influenciadores disponíveis para realizar as suas campanhas estratégicas. Hoje já não duvidamos mais do poder das digital influencers, mas quem realmente traz resultados e oferece um bom retorno para o seu negócio? 
 
Antes de aprofundarmos um pouco mais no assunto, o primeiro passo é ressaltar a importância de fazer uma boa análise de perfil. Não é porque uma influencer X traz bons resultados para a loja Y que ela trará para o seu negócio. Muito disso está ligado ao perfil de conteúdo e de seguidores. Analise bem se os assuntos e como os mesmos são abordados conversam bem com o cliente do seu negócio. A idade, o poder aquisitivo e o gênero (mais mulheres ou homens) também contam muito para o sucesso na hora e mirar certo em quem irá divulgar o seu negócio. E esses número devem ser minuciosamente analisados. 
 
Perfil verificado: o influencer conversa e atinge exatamente o seu público? Ótimo! Agora você precisar analisar dados. É importante lembrar que, muitas vezes, números são só números. Sabemos da infinidade de influencers que batalham muito pelo seu espaço e estão sempre buscando novos conteúdos e abordagens para, assim, aumentar o seu número de seguidores, engajamento, etc. Mas nem tudo são flores e, muitos compram seguidores, curtidas e até comentários, o que mascara bastante resultados e pode ser o fator principal do fracasso de uma divulgação.
 
Alguns influenciadores ficam felizes em compartilhar dados com as marcas sobre o público que ele atinge e demonstrar bons resultados que já atingiu com campanhas anteriores e isso já traz uma boa segurança para a marca ou para o lojista interessado na divulgação. Desconfie de quem esconde muito os números ou desconhece sobre a métricas de desempenho. 
 
Algumas plataformas podem te auxiliar nesse processo de escolha para divulgação da sua campanha. A Lumanu, por exemplo, é conhecida por softwares sofisticados que permitem que as marcas paguem para impulsionar campanhas para um público-alvo e pode fornecer uma página sobre cada influenciador. Assim, você vê se um influenciador é de alta qualidade ou não, por alguns motivos: número de seguidores engajados, perfil de atração e taxa de engajamento. Claro que esse serviço tem um custo elevado. Mas deve ser considerado em caso de grandes campanhas com um alto valor de investimento. 
 
Muitos defendem que é melhor apostar em vários posts com micro-influenciadores do que investir em apenas um com um grande influenciador. Essa pode ser uma boa estratégia para ser mais assertivo. Com uma gama maior de influencers com um investimento mais baixo, você conseguirá analisar quem traz mais resultados e quem não e, assim, começar a afunilar suas parcerias e contratações. Além disso, com a repetição (vários influencers falando sobre sua loja ou marca) tem uma chance maior do público realmente conhecer o seu negócio.
Transformação digital: a importância de se adequar
 
 
Muito se fala na transformação digital em todos os setores. A forma como consumimos já não é mais a mesma de 20 anos atrás. Os consumidores - sejam eles físicos ou on-line - estão sempre sedentos por inovações, mudanças e novidades. Contudo, os fabricantes e lojistas ainda não se adequaram a essa nova realidade e isso é preocupante. Estudos mostram que quem não se atualizar e se inserir nos meios digitais enfrentará sérios problemas em um futuro bem próximo. 
 
O real e o virtual hoje são dois lados da mesma moeda. O físico e o digital não devem ser pensados mais isoladamente, e sim como dois elementos complementares. O sucesso de um está diretamente ligado ao sucesso do outro. 
 
Fabricantes e lojistas não podem ignorar essas transformações digitais e precisam fazer mais com menos, ou seja, otimizar os seus custos e o seu tempo. Isso só é possível através da tecnologia e dos novos meios de comercialização. Hoje é praticamente impossível pensar na inovação e na otimização de recursos sem que estes estejam atrelados a tecnologia. 
 
O See Now Buy Now acredita na tecnologia como transformadora e no meio digital como otimizador das tradicionais formas de comercialização. Através do SNBN, o showroom online de moda, a distância para marcas e lojistas realizarem negócios é encurtada. Além disso, os custos para ambos são otimizados.
 
Quer saber mais sobre como o See Now Buy Now pode ligar você ao meio digital? Converse com nossa equipe! 
contato@seenowbuynow.com.br
+ 55 31 9 8223 0022
Acompanhou as news do PARIS HAUTE COUTURE? Nós selecionamos nossos desfiles preferidos para atualizar vocês das principais trends e apostas! Confira: 
 
1- CHANEL
Claro que o desfile da Chanel sempre emociona! Dessa vez, o Grand Palais foi transformado em uma réplica da réplica da Académie Française, inspiração para a coleção. Em um primeiro momento - mais austero - do desfile, a brand reinventou o tailleur de tweed com saias longas e maxifendas usadas sobre minissaias e vestes com mangas que se abriam, revelando os forros coloridos ou bordados. Na parte festiva, com um perfume beeem oitentista, dos cabelos aos vestidos ultrabordados com volumes estratégicos. Aqui apareceram as saias balonê, basques estruturadas e mangas bufantes ou triangulares. #ApostaQuente: tons de cinza, misturados a brancos e pontos de rosa.
 
 
 
Fotos: Antonio Barros
 
2- SCHIAPARELLI 
Sempre com aquele toque surpreendente, surrealista e majestoso, essa coleção teve como inspiração a própria fundadora da brand, Elsa Schiaparelli. O jeito de se vestir da estilista foi exaltado em dois momentos: o dia e a noite. O primeiro, mais sóbrio mas repleto de adornos, joias, botões cheios de personalidade. A noite era a hora de ousar (e ela não tinha medo!). Muito animal print, tons vibrantes modelagens bem contemporâneas e até direito a máscaras!
 
 
 
Fotos: Antonio Barros
 
3- GIVENCHY
O que foi esse desfile da Givenchy? Estamos apaixonadas! Com um quê de fantasia, Clare Waight Keller faz uma homenageou maravilhosamente o genial trabalho de Hubert de Givenchy. Com uma coleção contemporânea, onde todos os elementos do trabalho do criador (morto em março de 2018) reaparecem com o olhar minimalista de Clare. Longas capas, volumes tridimensionais e delicadas plumas e penas encantaram com cada nova entrada no lindo jardim do Archives Nationales onde aconteceu o desfile. Lindo e emocionante!
 
 
 
Fotos: Antonio Barros
 
4-MARGIELA
Nada tradicional (e a gente ama, né?).  John Galliano olha pro futuro nessa temporada de alta-costura da Maison Margiela! O nomadismo vem com muitas camadas e em propostas que são convidativas e, ao mesmo tempo, cria quase um casulo, uma proteção para quem usa. 
O ar super fresco e ímpar ainda ganha pitadas tecnológicas, muitas mistura de cores e modelagens desafiadoras.
 
 
 
Fotos: Antonio Barros
 
5- DIOR
Maria Grazia Chiuri trouxe a essência da alta costura em formas e maestria absoluta na execução das peças. Looks mais sóbrios, tinham o azul-marinho e o nude como tons de destaque. A palavra de ordem foi elegância - aquela super possível e eterna, sabe?!
 
 
 
Fotos: Antonio Barros
 
 
ACESSO RÁPIDO
NEWSLETTER
© Copyright 2018 | SeeNowBuyNow | O seu showroom online - Todos os direitos reservados.
contato@seenowbuynow.com.br
+ 55 31 98223-0022